terça-feira, 26 de setembro de 2017

Se eu pudesse dar-te aquilo que não tenho


Se eu pudesse dar-te aquilo que não tenho
e que fora de mim jamais se encontra
Se eu pudesse dar-te aquilo com que sonhas
e o que só por mim poderá ter sonhado


Se eu pudesse dar-te o sopro que me foge
e que fora de mim jamais se encontra
Se eu pudesse dar-te aquilo que descubro
e descobrir-te o que de mim se esconde

Então serias aquele que existe
e o que só por mim poderá ter sonhado.


ANA HATHERLY, in A IDADE DA ESCRITA (Ed. Tema, 1998)

sábado, 10 de junho de 2017

Um Beijo


Um beijo é uma boa ideia.

Dá-me,
então, um beijo.
Não me faz falta
mais nada.


Joaquim Pessoa, no livro "O Poeta Enamorado" (Os Poemas de Amor)

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

A Tua Boca

A tua boca. A tua boca. 
Oh, também a tua boca.
Um túnel para a minha noite.
Um poço para a minha sede.

Os fios dormentes de água
que a tua língua solta num grito cor-de-rosa
e a minha língua sorve e canta
e os meus dentes mordem derramando a seiva
da tua primavera sem palavras
o poema inquieto e livre que a tua boca oferece
à minha boca.

As loucas bebedeiras de ternura
por essa viagem até ao sangue.
Os beijos como fogueiras.
As línguas como rosas.

Oh, a tua boca para a minha boca.

Joaquim Pessoa, in 'Os Olhos de Isa'